username: password: dati dimenticati?   |   crea nuovo account

Poesie in spagnolo

Pagine: 1234... ultima

Estrela

Minha amada,
tu és como as estrelas,
seixos soltos no espaço,
fragmentos pentangulares brilhantes
vagalumeando minhas retinas.
Minha flor,
tu és como as estrelas,
vagas, distantes, quase inatingíveis,
mas reais!
Minha rosa,
tu és como as estrelas,
pingentes de ouro
no colar de safiras do céu.
És como pluma,
algodão que o vento leva.
Meu anjo,
tu és como as estrelas,
sonho

[continua a leggere...]



Jesus

é difícil as vezes colocar
no papel tão branco ainda
linhas que falem com emoção
do Dono do meu coração

mas foram tantas as experiências
que não posso guardá-las para mim
senão pô-las com temor e tremor
diante dAquele que tanto me amou

Jesus fez cair as escamas dos olhos meus
para que eu visse a Verdade como Ela é
e dissesse hoje aqui, que Ele ti ama e te quer

tem par

[continua a leggere...]



El prado de la Vida

Todos los dias
la mano de Dios
viene a recoger
las flores en la tierra.
Sé no estar listo
para la Eternidad,
sin embargo,
no deberia temer
que su amable mano
me coja en el prado florecido
de la Vida.



A Porta

Meditando na Palavra
Ela se revela:
Sobre a porta do coração
Ser de cada um a escolha
Para Vida ou Morte eterna.

Em um primeiro momento em Gênesis:
O pecado bate à porta
Tua a decisão de rejeitá-lo...
Em Apocalipse, Jesus está à porta e bate
Tua a decisão de com Ele cear.

Na primeira escolha, a Morte!
Na segunda escolha,
Quando escolho por Jesus
A Porta se torna Ele
E e

[continua a leggere...]



¿Ausencia perpetua?:

Mi corazón endeble
no quiere más latidos
desde que comprendió
tu ausencia perpetua.
Estoy aquí como un niño sin consuelo,
quisiera que no fuese real lo que pruebo
pero la tierra reclama tu cuerpo
y yo sigo aquí
fría cuanto un mármol
interrogandole a esta vida corta
que te llevo lejos de mí.

¿De que consuelo es saber que duermes?
Nosotros los que quedamos
así a manos v

[continua a leggere...]



Una caja que pulsa

En una caja que pulsa
yo guardo recuerdos.
Y hasta que la curiosa memoria
quiera verlos,
allí dentro encuentran amparo.
Tal véz ella se duerma,
y quizás un día
no sabre más que existen.
Pero sé, que en aquella caja bajaron
y mientras continue a palpitar
los seguirá conteniendo.

Porque mente y corazón
estan atados,
pero en la mente se pueden olvidar
mientras que en el co

[continua a leggere...]



Para ver-te

Estás inteira dentro em mim.
Basta para tanto um pensamento.
A ilusão da esperança faz-me viver:
a mentira bem contada satisfaz...
Não te vejo há muito, há muito
e muito tempo...
Talvez nunca te tenha visto,
mas minha mente diz o contrário,
insiste com argumentos que a razão
não ousa combater.
Não é preciso que estejas aqui...
O vento acaricia com mãos invisíveis
e és par

[continua a leggere...]



Occhi azzurri

ojos azules
a estas alturas che il vento s'impausa
e mi racconta storie, passioni infinite
di correnti ascensionali vitae
che arpeggi ancestrali incatenano a questi picchi
Andinos
è questa musica che di te conosce il gusto
modella, accarezza tu semblante mi hermosura
stanotte
mi veste, ogni centimetro di pelle
madida, d'attesa interminabile
ojos azules, adonde es tu cara
che l'alba

[continua a leggere...]



Parole nella notte/ Palabras en la noche

Parole nella notte
rielaborate nel cervello,
timidamente scritte.
Palabras en la noche
reelaborada en el cerebro,
escritas tímidamente.
Come insetti ronzanti,
vinta la ritrosia,
si ritrovano vergate
su pagine non più immacolate.
Cómo insectos zumbadores,
vencidos la hosquedad,
se encuentran vergajazos
sobre páginas
más inmaculadas.
Parole nella notte,
confusione di lettere

[continua a leggere...]

0
2 commenti    2 recensioni      autore: luigi deluca


Carta de invierno

[continua a leggere...]




Pagine: 1234... ultima



Cerca tra le opere

La pagina riporta i titoli delle opere presenti nella categoria Lingua spagnola.